Ad Code


 


 

NOTA OFICIAL DE PESAR DO YLÊ AXÉ LOGUNEDÉ.

Fundado em 21/03/1981.

*Por Taata Valério Bomfim

É com profundo pesar e consternados, que os membros da família do Ylê Axé Logunedé, vem a público informar que o Taata Kwá Nkisse Doubyouê, filho de Logunedé – Romualdo Silva dos Santos – conhecido como Pai Dinho faleceu, no dia de ontem por volta das 16:00h, acometido de um  enfarte agudo do miocárdio que entre outros sintomas possíveis estão a falta de ar, náuseas, sensação de desmaio, suores frios ou fadiga. Infelizmente, alguns veículos de comunicação informaram que a causa mortis teria sido Covid 19, o que é um equívoco. Ao ser atendido no Hospital São José em Ilhéus, Pai Dinho foi diagnosticado como enfartando e rapidamente submetido a procedimentos, inclusive pré-cirúrgicos para tentar reverter seu grave quadro, infelizmente, não resistiu, Nzaamby (Deus) assim quis.

 

Taata Kwá Nkisse Doubyouê, foi iniciado na Religião do Candomblé na década de setenta, no Nzó Nkisse – Terreiro de Candomblé de Nação Angola -  da Nengua Kwá Nkisse Katulemâ, conhecida como Mãe Lurdes, no alto da Tapera em Ilhéus, dedicou mais de quatro décadas de sua vida a Religião dos Bankisse  - Orixás.  Romualdo tinha sessenta e dois (62) anos, deixa um casal de filhos sanguíneos e mais de uma centena de filhos espirituais. Deixa ainda, um legado de respeito e seriedade no trato da vida espiritual, de respeito a outros credos e a todos os seres humanos. Seu legado permanece vivos em seus ensinamentos, em seus filhos, carnais e espirituais e em seus exemplos. Pai Dinho, como era conhecido e carinhosamente chamado por todos, foi exemplo de humildade, caridade, respeito e principalmente FÉ, inclusive, que os que creem nos Bankisses, Orixás e os cultuam de e com verdade, não morrem, sobrevivem ao tempo, retornam ao Orun, como Akulo - Espírito Ancestral -. Assim, compreendemos a morte carnal, um estágio de transformação, uma passagem do Ayê (terra), para o Orun (Céu), um retorno ao TODO, a energia universal, para em outro momento, com a permissão de Nzaamby Apongo (Deus) retornar.


A família e os amigos agradecem a todas as mensagens, ligações, postagens, demonstração de carinho e respeito pelo seu Taata Nkisse, seu mentor espiritual, que continuará, sempre, zelando por todos os seus agora em outro plano espiritual.


Informa ainda, que os rituais fúnebres e as despedidas ao nosso Pai, Amigo, Irmão, conforme preceitua a Religião dos Nkisses, estão sendo realizados no Ylê Axé Logunede, na rua D, número 53, na baixa dos Carilos no bairro da Conquista. Convida a todos a participarem das Kiximanu - suas últimas homenagens presenciais e lembra que o sepultamento será realizado no cemitério do Pontal as 16:00h de hoje, dez de novembro (10), quando se inicia o LUTO oficial para os rituais fúnebres de passagem póstumos, necessários a continuação da jornada do espírito do Taata Nkysse, conforme a crença dos Povos Bantu.

Enu Binga Kindala Ê ngana Nzaamby, Kúndula Lelu Taatet’u Doubyouê Makulo

Nós rogamos agora senhor Deus, confirme hoje, nosso pai Doubyouê, entre os ancestrais.

Nzaamby Kakala Yeno

Deus está Conosco!

*Taata Valério Bomfim é Oloyê – O ga do Ylê Axé Logunedé.

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu