Pesquisar com uma palavra chave

Seguidores

Marcadores

Translate

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Augustão bate na tecla dos problemas de Castelo Novo e leva moradora da comunidade à plenária para reinvindicar melhorias.

Na última sessão, na câmara de vereadores, em tom de revolta sobre os descasos que vem acontecendo no distrito de Castelo Novo, o vereador Augustão citou fatos recorrente naquela comunidade que tem prejudicado a vida de quem ali habita.

Dentre os fatos citados os mais discutido foi a situação dos ônibus sucateados que atende a comunidade, as estradas esburacadas dificultando o acesso dos ônibus e a quantidade de linha de ônibus disponíveis.

Na oportunidade, uma moradora da comunidade de Castelo Novo continuou a citar as dificuldades enfrentadas por todos que ali residem, principalmente no momento da Pandemia.

Assistam os vídeos:



Em seu Instagram o vereador postou o seguinte texto:

"O transporte público é talvez o problema que mais preocupa o Ilheense neste momento, há meses tivemos várias reuniões para discutir a respeito do transporte e Mobilidade no município, participaram os vereadores da casa, deputados, as empresas Viametro e São Miguel, a sociedade civil e 2 secretários da prefeitura(apenas na primeira reunião) e até hoje a prefeitura se quer recebeu o relatório elaborado pela comissão de transporte, trânsito e mobilidade urbana da câmara, ou propôs qualquer alternativa para resolver o problema.

Esse descaso causa dificuldade para o povo chegar ao trabalho, buscar atendimento médico e lazer, pois em muitos distritos só tem ônibus até às 12h. Com o retorno as aulas, como os estudantes chegarão as escolas e voltarão pra casa? Será que esses jovens terão que abandonar a escola por falta de transporte? Não iremos permitir, a população precisa se mobilizar."


UESC PRETENDE RETOMAR AULAS 100% PRESENCIAIS EM 2022, ANUNCIA REITOR

 A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) tem a expectativa de retomar suas atividades de forma totalmente presencial no 1º semestre de 2022, conforme explicação do reitor Alessandro Fernandes de Santana, em entrevista concedida ontem (27) à TV Santa Cruz.

Com início no dia 16 de agosto, o 2º segundo semestre letivo de 2021 terá aulas presenciais para estudantes de graduações com matérias que não podem ser lecionadas de maneira remota. “São cerca de 400 alunos dos cursos de Medicina, de Enfermagem, Biomedicina, Agronomia e das engenharias”, informou Alessandro Fernandes.

Na próxima semana a Universidade vai concluir a imunização contra a Covid-19 de todos os trabalhadores com idade acima de 30 anos. Já a imunização de servidores, comissionados, terceirizados e estagiários com 18 anos ou mais começou na última segunda-feira (26).

Segundo o reitor, os trabalhadores que já tiverem o ciclo de imunização completo retornarão aos postos de trabalho 15 dias após receberem a 2ª dose da vacina. “Os nossos técnicos administrativos e analistas já poderão retornar aos trabalhos administrativos. Os professores já estarão desenvolvendo suas atividades de pesquisa e de extensão, mantidas as normas de segurança”, explicou.

SEGURANÇA

Alessandro Fernandes destacou os esforços da instituição para diminuir o risco de contágio do novo coronavírus. “A Uesc constituiu uma comissão especial de biossegurança, preparou um protocolo de biossegurança, entregue à Reitoria, que estará encaminhando ao Conselho Universitário. A Uesc se preparou com todas as normas de biossegurança para atender a comunidade acadêmica”.

A Universidade, ainda conforme o reitor, se preocupa com a biossegurança para além dos seus muros. “A nossa maior preocupação é que as pessoas pegam transporte público, vêm de várias localidades para a Universidade. Então, o protocolo de segurança não é apenas interno”.

Matéria do site Ilhéus.net

BANCO DO BRASIL PRORROGA INSCRIÇÕES PARA CONCURSO; SÃO 4.480 VAGAS, 150 NA BAHIA

 

O salário inicial é de R$ 3.022,37; as inscrições custam R$ 38,00

O prazo inicial de inscrições para o concurso do Banco do Brasil, que acabaria nesta quarta-feira (28), foi prorrogado até 7 de agosto. O salário inicial é de R$ 3.022,37. As inscrições, feitas pela internet, custam R$ 38,00.

Voltado para a carreira administrativa, o certame oferta 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios; 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI.

Além da Bahia, há vagas para os estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.

ETAPAS

Para participar do concurso, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, secretarias ou conselhos estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

O concurso será composto de aplicação de provas objetivas – eliminatórias e classificatórias, de Redação, aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos pretos ou pardos, e procedimentos admissionais e perícia médica.

PROVAS EM SETEMBRO

As provas estão previstas para o dia 26 de setembro de 2021 e seguirão os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme regras do edital (acesse-o aqui).

As provas terão questões de Conhecimentos Básicos (25 questões), Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro e Conhecimentos Específicos (45 questões), de acordo com a vaga pretendida.

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais, ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente com o benefício de ajuda alimentação/refeição, o Banco concede a cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87, na forma do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Influenciadora digital recebe mais de R$ 18 mil como assistente social da prefeitura de Ilhéus

 Na descrição do perfil em uma rede social, Michelle Docio informa que é influenciadora digital, pianista e trabalha com marketing político. Mas outra atribuição que ela não revela aos 270 mil seguidores é a de assistente social na prefeitura de Ilhéus, onde recebe R$ 18.130,75 mil.

De acordo com o portal da transparência da prefeitura, ela é a única servidora municipal que exerce essa função na Secretaria da Fazenda e Orçamento. Há outros assistentes sociais na prefeitura, mas nenhum chega perto de receber o salário de Michelle.

Perfil da influencer

O menor salário pago a um assistente social na prefeitura de Ilheus é R$ 2.200,08 mil, na Secretaria de Desenvolvimento Social. O valor mais alto pago a um servidor nessa função - além da influenciadora - é R$ 4.521,96, na Secretaria de Saúde. 

A reportagem do BNews entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura de Ilhéus e aguarda um posicionamento.

Matéria do site B News

terça-feira, 27 de julho de 2021

UESC realizará workshop: Construção de Patentes Relevantes (versão condensada)

No próximo dia 29 de julho às 9h, o Núcleo de Inovação Tecnológica da UESC realizará a versão condensada dos cursos “Construção de Patentes Relevantes” e “Busca e Análise de Informações, com Foco em Patentes”, com o palestrante Henry Suzuki. 

Ao longo de 2 horas serão abordados alguns dos principais pontos das mais de 60 horas de atividades os compõem. Especialmente, partes em que são colocados em prática a lógica e os porquês que estão por trás da construção de patentes que realmente valham a pena serem depositadas, tramitadas e mantidas.

O curso é gratuito. As inscrições já estão disponíveis.


Acesse o link: https://doity.com.br/workshop-construcao-de-patentes-relevantes-versao-condensada

TCM DENUNCIA MARÃO AO MP E EXIGE QUE DEVOLVA R$ 344 MIL AOS COFRES PÚBLICOS

 O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) condenou, na manhã desta terça-feira (27), o prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), a pagar multa de R$ 20.000,00 e a devolver R$ 344.678,47 aos cofres do município, em virtude de supostas irregularidades na contratação da CTA Empreendimentos. A empresa foi contratada para coletar e transportar resíduos sólidos, além de prestar outros serviços de limpeza pública. Dos 7 conselheiros que participaram da sessão, 6 votaram pela procedência da denúncia do ex-vereador Makrisi Angeli (PT) contra o mandatário. O conselheiro Ronaldo Sant’Anna declarou-se impedido por motivo de foro íntimo e não participou da votação.


Segundo a denúncia de Makrisi, o governo Mário Alexandre teria “fabricado” uma situação de emergência para contratar a CTA Empreendimentos Ltda. de forma direta, sem concorrência, por meio da chamada dispensa de licitação, instrumento administrativo que, em tese, deve ser usado em circunstâncias excepcionais. Seu uso deve ser excepcional porque ele suprime a disputa entre empresas interessadas em prestar serviços a ente públicos. Do ponto de vista do legislador, a existência da disputa em processos licitatórios é desejável por criar, geralmente, condições favoráveis de contratação ao poder público.


O conselheiro Fernando Vita, relator do processo, e a procuradora Camila Vasquez, do Ministério Público de Contas, assim como Makrisi, entenderam que foi o próprio governo quem deu causa à situação de emergência, pois não planejou com antecedência a substituição da Solar Ambiental, empresa responsável pela coleta de lixo até 7 de março de 2019. Na época, a Solar afirmou que tinha R$ 4,5 milhões a receber de faturas atrasadas da Prefeitura.


A SUBSTITUIÇÃO DA SOLAR AMBIENTAL PELA CTA EMPREENDIMENTOS


Feito por meio de concorrência, modalidade de licitação, o contrato da Solar com a Prefeitura começou em 28 de janeiro de 2014, ainda no governo Jabes Ribeiro, com vigência inicial de 24 meses e valor global de R$ 15.302.892,17, o equivalente a R$ 637.620,51 por mês. (acesse o contrato clicando aqui) Com seguidos reajustes ao longo dos anos, o valor mensal chegou R$ 979.158,83 em 2019.



O artigo 57, inciso 2, da Lei das Licitações (8.666/93) estabelece o limite de 60 meses para a prorrogação de contratos de serviços públicos de natureza contínua, a exemplo da coleta de lixo. Dessa forma, desde janeiro de 2014, quando da assinatura do contrato da Solar, sabia-se que seu prazo poderia ser prorrogado, no máximo, até fevereiro de 2019, apontou o conselheiro Fernando Vita. No entanto, segundo o relator, foi só no dia 5 de fevereiro de 2019 que a Prefeitura iniciou processo licitatório para contratar uma nova empresa.


Como o contrato da Solar Ambiental não poderia ser mais renovado e a Prefeitura mal havia iniciado o processo licitatório para substituí-la, quando a empresa alegou não ter mais condições de tocar o serviço, em 7 de março de 2019, o prefeito Mário Alexandre decretou situação de emergência e, 7 dias depois, contratou a CTA.


O novo contrato teria três meses de duração, com valor global de R$ 3.600.657,00, ou R$ 1.200.219,00 por mês (acesse-o aqui). Dois anos e 8 termos aditivos depois, o contrato da CTA foi estendido até 21 de junho de 2021. No Portal da Transparência, em consulta feita nesta terça-feira (27), o PIMENTA não encontrou registro posterior de renovação contratual. A empresa ainda recolhe o lixo das ruas de Ilhéus.

A “TÃO SOFRIDA” ILHÉUS


Ao proferir seu voto, o relator Fernando Vita fez menção à denúncia de Makrisi e, em tom pesaroso, citou uma espécie de sofrimento administrativo que, segundo ele, espezinha Ilhéus. “Daí entendermos por que o nobre denunciante, o vereador já aqui nominalmente citado, alega que houve uma ’emergência fabricada’. Deixou-se de agir a tempo e hora na resolução do problema do lixo e aí, criada a emergência, se fez por inexigibilidade o contrato, certamente danoso aos interesses do município de Ilhéus, já tão sofrida em questões dessa natureza – e não é de hoje!”, disse o conselheiro.


Por fim, ainda segundo Fernando Vita, técnicos do TCM apontaram que a Prefeitura pagou à CTA R$ 344.678,47 a mais do que o valor correspondente ao material coletado pela empresa, ainda na vigência do primeiro prazo contratual. Por isso, exigiu que o prefeito devolva essa quantia ao município.



A corte também decidiu formular representação contra Mário Alexandre ao Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA). A Prefeitura ainda não se manifestou sobre a decisão. Assista ao vídeo do julgamento.

Por volta das 14h54min desta terça-feira (27), a reportagem do PIMENTA fez contato com a Secretaria de Comunicação de Ilhéus para questionar se o serviços de coleta e transporte de lixo prestados pela CTA ao município, após o dia 21 junho último, estão cobertos por nova renovação contratual, mas não obtivemos retorno até a publicação desta matéria, às 19h16min.

Gilbertson Carvalho Esposo de Fabíola Gil comete suicídio

 


Gilbertson Farias de Carvalho de Júnior, 46 anos, esposo de Fabíola Gil segundo informações, cometeu suicídio na madrugada desta terça-feira (27) em sua residência, no bairro São Francisco, zona sul de Ilhéus.

De acordo com informações  do Site Fábio Roberto Notícias, Gilbertson teria esperado a família dormir, para ingerir uma grande quantidade de medicamentos em um dos quartos da casa, sendo encontrado sem vida nas primeiras horas da manhã de hoje. O SAMU chegou a ser acionado, mas constatou o óbito.

Anderson Azevedo precisa de nossa ajuda


O jovem Anderson Azevedo de 31 anos precisa muito de nossa ajuda, no dia 3 de março de 2018 ao ser confundido com outra pessoa foi surpreendido com um tiro no pescoço que consequentemente fez com que ele perdesse os movimentos ficando tetraplégico.

Anderson, familiares e amigos tem dado continuidade a uma campanha para a compra de uma cadeira de rodas motorizada para aumentar ainda mais a sua autoestima.

Quem puder colaborar, ajude disponibilizando qualquer valor nas chaves Pix abaixo ou ajudando na vaquinha on-line no link

 https://www.vakinha.com.br/vaquinha/rifa-solidaria-cadeira-de-rodas-motorizadas-reclinavel 


Pix CPF: 03922099505

Pix Cel:   73981434030

Vídeo: Câmera mostra momento em que bandidos roubaram o carro do filho do Ex -vice prefeito de Ilhéus

 


Uma câmera de segurança flagrou o momento em que bandidos em um carro branco, roubaram um carro Corsa Sedan de placa policial  EBL 4598 preto de um casal no último sábado (24), na Avenida Soares Lopes, Ilhéus, segundo informações o carro pertence ao filho do ex- vice Prefeito de Ilhéus José Nazal.

Vídeo:


domingo, 25 de julho de 2021

Prefeitura de Ilhéus suspende licitação após decisão da Justiça

 A prefeitura de Ilhéus suspendeu na última quinta-feira, 22, o Pregão Eletrônico 09/2021, processo licitatório para a contratação de empresa especializada na prestação de serviços técnicos de informática.

A suspensão do procedimento cumpriu ordem da juíza Carine Nassri da Silva, primeira substituta da Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, que acatou pedido da ALZ Tecnologia Consultoria e Projetos LTDA, uma das três empresas que disputam o contrato, cujo valor total estimado é de R$ 3 milhões, com 12 meses de validade.

As outras duas empresas na concorrência são a Edza Planejamento, Consultoria e Informática Eireli e a Sudoeste Informática Consultoria Eireli.

O objeto do contrato é amplo, como se pode ler no edital de abertura da licitação. “O presente Pregão Eletrônico tem por objeto contratação de empresa especializada na prestação de serviços técnicos de informática, concernentes à implantação (instalação, conversão de dados e treinamento), concessão de licença de uso, hospedagem, suporte, manutenção corretiva e evolutiva, por tempo determinado, de sistemas de gestão destinados à Prefeitura Municipal de Ilhéus”.

No mandado de segurança, a empresa argumenta que o edital do processo licitatório estabeleceu requisitos ilegais e abusivos, a exemplo dos itens 8.1 e 8.1.1 do Termo de Referência. Na prática, segundo o protesto da ALZ, a existência dos requisitos – supostamente irregulares – serviria para restringir a participação de empresas na concorrência, o que poderia revelar possível direcionamento do certame. Os itens questionados estão nas páginas 30 e 31 do edital

Arquivo do blog