Ad Code

Vídeo: Jovem com transtorno mental não tem apoio da saúde pública de Ilhéus

 Em Ilhéus tem ocorrido vários casos de jovens com Transtorno do Pânico, pânico da morte (Necrofobia), entre outros, mas o que preocupa a todos é a falta de assistência, apoio público às famílias e vítima dessas síndromes, que por vez tem levado vários ilheenses ao óbito.

Um caso recente foi transmitido pela página do Instagram do Infor Ilhéus, onde mostra uma família baixa renda que desde quarta feira busca apoio público para a filha de 30 anos Jamile S.L que sofre deste transtorno e há 4 dias não come e não dorme.

Segundo o cinegrafista Uallessong Santos, a família já foi na UPA recém inaugurada na Av Esperança e não teve êxito no apoio, a família foi também no Hospital São José e não recebeu apoio, foi na COCI e também não foi atendida por falta de médicos, a única que estava atendendo encerrou às 18:00h.

O último lugar a ser visitado foi o Costa do Cacau que também só atende pacientes em estado bastante agressivo e ainda assim só dia de quarta, segundo o médico que atendia a paciente.

No Costa do Cacau só tomou soro para hidratar tendo em vista que a paciente não estava tomando água também.

Segue várias dúvidas sobre essa tratativa:

Porque o prefeito de Ilhéus sendo médico não tem investido na saúde? Mas mente para o povo utilizando de postos de saúde que não tem a funcionalidade necessária.

Onde estão os investimentos do governo do estado?

O CAPS não tem atendimento de imediato, mesmo sabendo que esses transtornos tem que ser tratado de forma urgente e nesta unidade tem que ser marcado para atendimento em semanas posteriores.

Porque Ilhéus não tem interesse em socorrer pessoas que sofre com essa doença?

Veja vídeo 

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu