Ad Code


 


 

Desumanidade. Governo Marão deixa crianças autistas sem medicamentos

Hoje (18 de junho) é o Dia do Orgulho Autista. Em Ilhéus há pouco a ser comemorado.

Crianças e demais pessoas autistas de Ilhéus, que dependem de remédios específicos e especiais, estão com os tratamentos suspensos. De maneira desumana e inaceitável, a secretaria municipal de saúde interrompeu o fornecimento das medicações. A falta pode gerar prejuízos permanentes às crianças.

Outro fato lamentável é a dificuldade de acompanhamento médico imposta pelo governo Mário Alexandre. Reportagem da TV Santa Cruz que foi ao ar nesta sexta-feira (18), informou que autistas e familiares costumam aguardar 5 meses pelas consultas médicas.

Enquanto isso, o prefeito Mário Alexandre desfila pelas redes sociais promovendo a pré-candidatura de sua companheira, Soane Galvão, à Assembleia Legislativa da Bahia.

Reeleito com 43,24% dos votos, Marão recebeu “licença” do eleitorado de Ilhéus para promover a continuidade do projeto de ascensão familiar por meio da política.

À TV Santa Cruz, o secretário municipal de saúde, Geraldo Magela, sempre volátil em suas declarações, disse que a SESAB é responsável pela interrupção no fornecimento. Só após perceber o problema, Magela decidiu iniciar um processo licitatório para adquirir os remédios.

Segundo o site da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), “o Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento, ou seja, é um distúrbio no desenvolvimento cerebral. O autismo é considerado uma síndrome, sendo assim é uma condição permanente. Diferente das doenças, as síndromes não têm cura. Os déficits de desenvolvimento se manifestam, geralmente, na primeira infância – do nascimento aos seis anos de idade – e variam desde limitações específicas na aprendizagem e controle motor até prejuízos nas habilidades sociais e na inteligência. É nessa fase que o cérebro realiza a maioria das ligações entre os neurônios, estabelecendo as condições para o desenvolvimento da criança”.

Matéria do Blog do Gusmão

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu