Ad Code


 


 

Semáforo da Urbis será consertado quando a esposa de Marão for candidata

 


O prazo estipulado no título é máximo. Vamos ter paciência.

Antes do processo eleitoral de 2020, que conduziu o prefeito Mário Alexandre à reeleição, os serviços públicos mais comezinhos funcionavam de maneira regular.

Dois exemplos: há poucos dias antes do pleito a coleta de resíduos sólidos (lixo) em Ilhéus acontecia aos domingos e feriados; e a secretaria municipal de saúde transportava normalmente médicos e enfermeiros aos postos do interior.

Vencida a eleição, o prefeito retornou à inoperância dos três primeiros anos de mandato. O semáforo da Urbis, desativado por falta de reparo, é um exemplo negativo desse efeito.

Diariamente, moradores das proximidades ouvem freadas bruscas de veículos. Ciclistas e pedestres correm perigo de atropelamento e condutores se arriscam ao vencer a “encruzilhada”.

Enquanto isso, a SUTRAM continua emitindo notificações após 30 dias da data da infração (em desrespeito ao artigo 281 do Código de Trânsito Brasileiro).

O prefeito Mário Alexandre tem comparecido aos eventos públicos em boa companhia. A primeira-dama, ao ver câmeras, não se ressente em colocar o marido em segundo plano ou fazê-lo de “papagaio de pirata”. Mário não será candidato tão cedo. Ela provavelmente em 2022.

Isso faz renascer a esperança. Com certeza, logo após o registro das candidaturas, ou no máximo, até a véspera da eleição para deputados estaduais, em 2022, o semáforo do cruzamento da Urbis será reparado.


Há tempo certo para tudo.


Matéria do  Blog do Gusmão

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu