Ad Code


 


 

EXPLODE MAIS UMA “BOMBA” NO LEGISLATIVO MUNICIPAL DE ILHÉUS


 O mês de abril abriu com a explosão de uma “bomba” envolvendo o vereador do PSDB Lucas Lima, acusado da prática de “rachadinha”, assédio moral e assédio sexual, tendo como supostas vítimas três ex-funcionárias que eram empregadas do ESCRITÓRIO da Clinica Colina Serena de propriedade do Vereador, porém, pagas com dinheiro público, porque o edil nomeou-as assessoras do seu Gabinete, obrigando-as a devolvê-lo o excedente do valor real dos seus salários mensais, depositados nas suas contas bancárias pela Câmara Municipal.

A imprensa regional fez entrevistas, divulgou áudios e vídeos como provas da acusação, nos quais se percebe que o vereador praticou atos que podem ser considerados como assédio moral e assédio sexual, assim como, desviou recursos públicos para pagamento de atividades do seu interesse particular, ato conhecido como “rachadinha”.

O Advogado Reinaldo Weber Duarte, patrono das supostas vítimas, moveu as gestões legais perante o Ministério Público Estadual e Autoridade Policial Civil – 7ª COORPIN/ILHÉUS – e ingressou com um Pedido junto à Câmara Municipal solicitando investigação dos fatos, apurando se a conduta do Vereador Lucas Lima, nesse episódio, se enquadra na infração do tipo “Quebra de Decoro Parlamentar” e adotar as providências à luz da LOMI e do Regimento Interno, considerando tratar-se de questão regida por normas “interna corporis”.

O Presidente da Casa, Dr. Jerbson Moraes encaminhou o Pedido para a Comissão de Ética e Decoro Parlamentar apreciá-lo e se posicionar, embora com a contrariedade de três experientes vereadores que opinaram sumariamente pelo não recebimento do Pedido sob a alegação de falta de provas, causando estranheza, porque a região em peso é conhecedora dos fatos através da imprensa regional.

A Comissão de Ética apreciou o Pedido e em Parecer do seu Relator, Vereador Fabricio Nascimento opinou pelo afastamento do senhor Lucas Lima do cargo de Vereador pelo período de 90(noventa) dias, mas o Plenário optou pela instalação da Comissão Processante, e como se reconhecesse que o edil é suspeito apenas para a Mesa dela o afastou da segunda secretaria, mas, não o afastou do cargo de Vereador.

Outro ponto controverso que tem motivado dúvidas é sobre a participação de um dos Vereadores que se posicionou pelo arquivamento sumário do Pedido, ali já declarando o seu voto, no entanto, é um dos integrantes da Comissão Processante.

Enquanto isso, na última sexta feira, 14/05/2021, o Advogado Reinaldo Weber Duarte, Representando um ex- funcionário da Clínica Colina Serena ingressou junto a Câmara Municipal de Ilhéus COM OUTRO PEDIDO DE INVESTIGAÇÃO DA CONDUTA DO VEREADOR LUCAS LIMA, AGORA, EM RELAÇÃO A FATOS LIGADOS DIRETAMENTE AO TRATO E AO TRATAMENTO DISPENSADO AOS PACIENTES DAS SUAS CLÍNICAS DE RECUPERAÇÃO NOVO HORIZONTE EM IBICARAÍ E COLINA SERENA EM ILHÉUS. Trata-se de denúncias gravíssimas.

Que o assunto seja investigado com a devida seriedade, imparcialidade, para que se faça e Justiça!

É o que se espera da Câmara Municipal de Ilhéus

segue documento em anexo:

2ª Denuncia Luca Lima(1)


Matéria do site https://rapazoi.com.br/2021/05/18/explode-mais-uma-bomba-no-legislativo-municipal-de-ilheus/

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu