terça-feira, 6 de abril de 2021

Amoêdo: “Eu não posso ver um governo que está indo contra o cidadão brasileiro e ficar calado”

 O principal fundador e ex-presidente do Partido NOVO explicou as razões das críticas ao governo Bolsonaro e de pedir publicamente o impeachment do presidente. “A falta de capacidade dele para governar é total” afirma João Amoêdo, que começou a adotar “uma postura bem mais crítica ao governo há exatamente um ano” diante do negacionismo do presidente frente à pandemia.

“Quando o presidente disse que aquilo era só uma gripezinha e que não precisávamos nos preocupar ficou claro que não havia um comprometimento com o cidadão. Que o objetivo principal dele era a reeleição”, revelou, também lembrando a inércia do governo no quesito reformas e privatizações.

A entrevista foi concedida ao programa 90 Minutos, da Rádio Bandeirantes de Porto Alegre (RS).

“Eu não posso ver um governo que está indo contra o cidadão brasileiro e ficar calado” disse ele. “Eu num primeiro momento passei a ser bastante crítico e comentei que ele deveria renunciar se não se sentisse com capacidade e preparado para gerenciar essa crise [pandemia]. E depois, pela série de crimes cometidos a minha avaliação é que deveria ser aberto um processo de impeachment.

Amoêdo também se disse “feliz” com a decisão do Partido NOVO de ser oficialmente oposição ao governo federal. “Oposição responsável” afirmou.

Sobre a polarização Bolsonaro/Lula ele disse esperar que não se repita em 2022 e que vai trabalhar para que não ocorra. “O resultado tanto do petismo quanto do bolsonarismo foi muito ruim para o Brasil. Os dois têm muita semelhança. Salvador da Pátria, discurso populista, as reformas estruturais não são feitas, a sede pelo poder, os filhos metidos em atuações que acabam utilizando a área pública…” disse Amoêdo.

Matéria do site: https://opiniaoecritica.com.br/amoedo-eu-nao-posso-ver-um-governo-que-esta-indo-contra-o-cidadao-brasileiro-e-ficar-calado/

Nenhum comentário:

Postar um comentário