Ad Code


 


 

NOTA DA CULTURA HIP HOP ILHÉUS SOBRE A EXCLUSÃO DE MARCOLINO POETA PARA CANDIDATO A CONSELHEIRO DE CULTURA NO PLEITO 2021 – 2023


No ano de 2019, O grupo Cultura Hip Hop - Ilhéus/BA foi criado no Whatsapp no dia 26 de Fevereiro. O objetivo do grupo era e continua sendo discutir o cenário Hip-Hop de forma coletiva. Reunindo artistas e outras/os trabalhadoras/es envolvidos nessa cena, para que possamos dialogar e juntos lutar pelos nossos direitos e reivindicações, fortalecendo o Polo da Cultura Hip-Hop em Ilhéus.

A época ocorria o processo eleitoral para escolha dos conselheiros de cultura como está ocorrendo nos dias atuais. 

A presidente do Conselho (Biênio 2019-2021), recebeu de nossas mãos, com nossas assinaturas e com mais de trinta e cinco fazedores desta nossa cultura um documento que constava nossa reivindicação de criação do Setorial de Hip Hop como existe em outras cidades e estados. 

Havia um acordo em que o Mandato da presidente do Biênio 2019-2021 iria dialogar com o pleno do conselho para que nossa reivindicação fosse atendida.

Infelizmente nossa reivindicação deixou de ser atendida. 

O tempo passou, estamos em 2021, nova eleição do CMC está em curso e em nenhum momento nem a presidente, nem ninguém procurou a cultura hip hop para dialogar sobre esta nova eleição e pior, nosso setorial de hip hop continua sem existir e estamos caminhando para ficarmos sem representação. 

O documento mencionado segue em Anexo I nesta nota e na foto em anexo.

Sem alteração na composição do Conselho Municipal de Cultura e sem a inclusão de uma representação da Cultura Hip Hop, fomos pegos de surpresa ao saber que no Diário Oficial de Ilhéus do dia 22 de fevereiro, um regimento eleitoral estabelecia menos de cinco dias para que eleitores e candidatos colocassem seus dados e cadastrasse para participar desta nova eleição.

Após as sucessivas investidas contra nossa cultura, Indicamos em conjunto com os Quilombolas, Movimento Negro, Coletivos de Juventude Negra, Hip Hop de Ilhéus, Coletivo de Mulheres Trancistas de Ilhéus a candidatura de Marcolino Vinicius Vieira (Marcolino Poeta) para concorrer em favor da cultura hip hop e destas outras agremiações. 

Infelizmente novamente fomos pegos de surpresa com a candidatura indeferida.

Acreditamos que se assim permanecer é uma violência alusiva ao racismo institucional contra a maior cultura de rua existente que é o Hip Hop e contra as demais agremiações desta coalizão.

Considerando que não temos nenhuma representação do Hip Hop e Câmara Setorial e diante do exposto, solicitamos que a Comissão Eleitoral não seja conivente a essa violência com um membro de nossa cultura e que de forma imediata defira a candidatura de Marcolino Vinicius Vieira (Marcolino Poeta) para que concorra a vaga de conselheiro de cultura no setorial de cultura afro para nos representar. 

Assinam esta nota: Movimento Hip Hop de Ilhéus / MVAB / movimento Quilombolas Morro dos Miriquis e Quilombolas Alto Terra Nova / Movimento Negro / Coletivo de Juventude Negra Baiana / Coletivo de Mulheres Trancistas de Ilhéus.

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu