quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

ILHEÚS: Transporte público circula com menos de 50% da frota causando aglomeração e vereador Augustão solicita audiência pública

  


Em meio a pandemia em Ilhéus as empresas de ônibus são as que mais desrespeitam o decreto municipal para prevenir aglomeração, a viametro e são Miguel roda com menos de 50% da sua frota causando aglomeração e dificultando a vida daqueles que precisam se locomover diariamente.

Nas redes sociais está sendo compartilhado um texto com um vídeo onde mostra a situação do transporte público e na câmara municipal apenas o vereador Augustão cobra solução para o problema, esperemos que outros vereadores também se posicione sobre essa problemática, pois cabe ao vereador a fiscalização das concessionárias.

 O vereador Augustão (PT) que é presidente da comissão de transporte e trânsito solicitou audiência pública para hoje dia 24, entretanto devido o decreto municipal e estadual houve a suspenção da sessão para a próxima Quarta-feira (03) para debater a situação do transporte público em Ilhéus.

O governo municipal impede do povo trabalhar qnas praias etc por conta de aglomeração, mas não disciplina as empresas de ônibus, porque será? 

Segue texto compartilhado nas redes sociais:

"População denunciando a situação precária do transporte público em Ilhéus. 

E Você que é usuário do transporte público coletivo em nossa cidade, discorda de algo que é dito no vídeo? 

Estava pensando também... 🤔🤔

Nem me lembro mais a última vez que vi um daqueles ônibus mais novos da Viametro e São Miguel circulando pelas ruas de Ilhéus, e vocês estão vendo algum? 

Ou só os velhos, sujos e com janelas com defeito? 

Aos idosos... gostaria de saber se os motoristas estão utilizando o cartão que libera o passe gratuito para aqueles que apresentam o RG, vocês estão podendo seguir viagem? (Ps: se não tiverem, a culpa não é do motorista, e sim das empresas de transporte público)🤔🤔"

Venham o vídeo:


Grave seu video mostrando os ônibus em aglomeração e mande para o número 9.8211-7963

Um comentário:

  1. E os funcionários estão sendo obrigados a entrar numa lei off quê não dá direito nenhum ao mesmo. Isso é uma vergonha

    ResponderExcluir