sexta-feira, 26 de junho de 2020

DENÚNCIA: SUPERINTENDENTE FINANCEIRO DA SEC. DE SAÚDE DE ILHÉUS OBRIGA PRESTADORES DE SERVIÇOS A ASSINAR DOCUMENTO ABRINDO MÃO DE 50% DO QUE TEM DIREITO, DIZ O PROGRAMA TROPA DE ELITE


Em uma live do Programa Tropa de Elite da Rádio Gabriela FM NO FACEBOOK, os apresentadores Robertinho Scarpita e Marinho Santos fizeram uma denúncia gravíssima contra a secretaria e saúde de Ilhéus. A denúncia consiste no descumprimento da LEI aprovada na câmara de Deputados e sancionada pelo presidente Jair Messias Bolsonaro.

A  Lei 13.992/2020 (Fonte: Agência Câmara de Notícias ) Suspende por 120 (cento e vinte) dias, a contar de 1º de março do corrente ano, a obrigatoriedade da manutenção das metas quantitativas e qualitativas contratualizadas pelos prestadores de serviço de saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). 

A suspensão das metas não prejudica o repasse integral dos valores financeiros, previstos em contrato, aos prestadores de serviço do SUS. A nova lei determina também que será mantido o pagamento da produção do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (Faec), com base na média dos últimos 12 meses. (Fonte: Agência Câmara de Notícias)

Com isso o programa Tropa de Elite chama a atenção do Ministério Público, Vara da Fazenda Pública e Polícia Federal, pelo fato de que a secretaria de Saúde de Ilhéus está descumprindo essa Lei. Scarpita cita a Lei e referencia a situação de Ilhéus onde tem como Superintendente financeiro da Secretaria de Saúde de ilhéus Eduardo Nora, onde o mesmo convocou todos os prestadores para uma reunião onde obrigou que todos assinassem um documento compromisso abrindo mão de 50% (cinquenta por cento)  dos valores dos serviços prestados ao SUS (Sistema Único de Saúde) de Ilhéus, ação que foi julgada como criminosa pelos radialistas.

Uns dos prestadores de serviços mencionados foram, clinicas, laboratórios, etc, os radialistas continuaram questionando  " a quem interessa levar 50%, eles obrigaram os prestadores de serviços a assinarem o documento de 50% dos valores dos serviços prestados ao SUS Ilhéus?", questionamentos baseados na lei sancionada pelo presidente e 

Ainda questionou " a quem interessa? é a campanha batendo na porta? é dinheiro para se gastar na campanha?" então Scarpita conclui a denuncia abrindo o espaço da Rádio aberto para defesa de Eduardo Nora, já Marinho santos relata que o documento assinado pelos prestadores de serviços é sigiloso e Eduardo  Nora possivelmente não ligaria pelo fato de não conseguir explicar já que há sigilo no documento.

Assistam o vídeo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário