quarta-feira, 29 de abril de 2020

PARA OS PROFESSORES APENAS 50% DO SALÁRIO, MAS OS COMISSIONADOS CONTINUARÃO COM OS 12 MIL


A Secretária de Educação, Esporte e Lazer Eliene Oliveira promoveu um bate-papo ao vivo na página da Seduc_ilheus no Instagram na tarde desta quarta-feira (29), onde além de trazer informações referente os kits lanches, trouxe também a triste informação de que os salários dos professores contratados serão cortado pela metade.

SOBRE OS KITS LANCHE

A Secretária (Lora) como é conhecida, informou que a Seduc não distribuirá cestas básicas, pois isso não compete  a Seduc pelo fato de a Seduc não ter função assistencialista, Lora informou que o processo da Agricultura Familiar está em análise na PROGER e que já existe a licitação que fora feita no dia 12 de março, informou ainda que quando a Seduc estiver habilitada os kits serão distribuídos pelas escolas municipais.

SOBRE A REDUÇÃO DOS SALÁRIOS DOS PROFESSORES

A secretária ainda trouxe uma triste noticia aos professores contratados. Informou que seus salários serão reduzidos em 50%, dizendo que essa medida se faz necessária por conta dá redução do FUNDEB, e que para evitar o cancelamento dos contratos nesse momento de crescimento a Seduc e o Prefeito decidiram tomar essa medida.

Mas ficam questionamentos:

Porque não reduziram os salários também os cargos comissionados?
Os professores municipais recebem em torno de 1.800,00 a 2.500,00 já os cargos comissionados chega até 13 mil reais, isso mesmo 13mil reais para um cargo indicado do prefeito, 13 mil para aquele que não fez concurso, mas que apenas ajudou em campanha.

Vale salientar que os professores vão receber pela metade, mas não houve redução da carga horária, eles ainda continuam a trabalhar em HOME OFFICE, na verdade os professores nunca param de trabalhar ao sair dá sala de aula continuam os trabalhos em casa, corrigindo, preparando a próxima aula, etc.

Essa medida em reduzir o salário dos professores chega a ser desumana, pois assim como todos os outros funcionários, os professores além de receberem muito pouco têm família e dívidas, mas por que para enxugar as dividas municipais é necessário reduzir o salário de um educador?

Por que não reduzir o salário de um (Assessor técnico especial) que ganha mais de 10 mil para apenas ficar nas redes sociais elogiando o prefeito?  Um carro de indicação que não soma no município?

Sei que essas questões não cabe a secretaria Lora responder pois a pasta dá ilustre secretaria é a da educação a qual tem exercido com maestria, entretanto essa medida tem sido muito triste para dezenas de famílias que terão que sobreviver em meio a pandemia com menos de 700 reais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário