segunda-feira, 31 de outubro de 2016

OCUPAÇÕES DEVEM IR ALÉM DOS IMPACTOS DA PEC 241 NA EDUCAÇÃO

                                                         Shi Mário Schneider | mbsmariombs@hotmail.com
Talvez um dos erros que estão sendo cometidos nas ocupações e suas notas públicas é a ausência de detalhamento do impacto da PEC 241 na Saúde Pública e outros setores. Já existem algumas poucas notas dos trabalhadores do setor, porém ainda é muito pouco diante da gravidade da situação.
A saúde é uma das maiores reclamações da população e restringir os argumentos aos impactos na educação talvez não demonstre o tamanho da gravidade da situação e o quanto ela vai impactar no dia a dia da população mais pobre e carente.
Em 20 anos, o SUS pode deixar de receber mais de 400 bilhões de reais, com o crescimento e o envelhecimento da população, poderia trazer efeitos trágicos.
“Trocando em miúdos”, muita gente vai morrer.
Ainda com respaldo na legislação implementada no governo anterior, o Orçamento da saúde ainda deve crescer em 2017 e será “congelado” em 2018 maior. A partir de 2019, a saúde começa a perder dinheiro, corrigido apenas pela inflação. Qualquer ganho de receita não será repassado à saúde, conforme fomos alertados pelo Conselho Nacional de Saúde.
Segundo pesquisa do CNS: “até 2036, a mudança estabelecida pela PEC poderá fazer com que o SUS perca pouco mais de 430 bilhões de reais, projetando-se um crescimento do Produto Interno Bruto anual de 2% neste período e uma inflação de 4,5%. O valor da perda calculada por ele é próximo ao levantado por um estudo de dois pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que falam em 400 bilhões de reais.”
A Associação Brasileira de Saúde Pública criticou a PEC. Na carta, eles denunciam o sucateamento do SUS, que é utilizado principalmente pela população de baixa renda que não tem plano de saúde.
Além da saúde, temos que contar o que a PEC fará nos outros setores, pois, de acordo com o texto da proposta, o reajuste do salário mínimo só poderá ser feito com base na inflação – e não como era feito anteriormente com a inflação ao valor proporcional ao crescimento do PIB. Isso afetará os salários que estão atrelados ao mínimo.
Paralelamente a isto, o texto da PEC limita apenas as despesas primárias do governo, ou seja, não impõe restrições ao pagamento de juros e amortizações da dívida pública, que representa mais da metade do dinheiro do Brasil. E você sabe pra quem vai este dinheiro? Pra quem o Brasil (Nós Brasileiros) devemos tanto que o Governo sequer aceita uma apuração?
É preciso dissecar o processo de endividamento do País e buscar a verdadeira natureza dessa dívida pública que tem absorvido a parte mais relevante dos recursos nacionais, enquanto faltam recursos para o atendimento aos Direitos Sociais básicos de milhões de brasileiros que vivem na pobreza e miséria. Nisso a PEC não mexe, pois sabemos que grande parte destes são banqueiros e especuladores financeiros, grandes financiadores de campanhas dos que lá estão para supostamente nos representar.
Vale lembrar que uma auditoria cidadã, como a que está sendo proposta aqui pela organização Auditoria Cidadã (www.auditoriacidada.org.br), no Equador conseguiu emitir um relatório da dívida de lá que apontou uma série de graves indícios de ilegalidades e ilegitimidades e serviu para embasar o Presidente Rafael Correa para a anulação de 70% da dívida externa em títulos do país. Os recursos hoje estão sendo empregados em saúde, educação e outros investimentos reais me vez de ir pro bolso de alguns poucos que realmente mandam nosso Brasil.
É preciso crescer as lutas e as informações contante nas ocupações pelo Brasil, levar essas informações em todos os cantos para a população poder reagir a isto tudo que está acontecendo e que atingirá a todo mundo, principalmente os mais fragilizados e que tanto necessitam dos serviços públicos.
Viva xs guerreirxs deste Brasil, todo poder emana do povo, parabéns a todxs que estão ocupando e/ou planejando ocupar, aos que querem ajudar os já presentes, aos que doam e principalmente aos que já sabem a situação calamitosa que nos aguardam e faz de tudo para ocupar as redes sociais com os alertas à população.
Há braços de luta. Viva a juventude brasileira!
Shi Mário Schneider é técnico em hotelaria e turismo e graduando em Administração.
Abaixo, links com as notas de várias entidades contrárias a PEC.
 
Conselho Federal de economia  contra a PEC 241.
 
 
Economistas contra  a PEC 241
 
 
MÉDICOS CONTRA A PEC 241
 
 
Sindicato dos médicos  do estado de SP contra  a PEC 241
 
 
Dr. DRÁUZIO VARELLA CONTRA A PEC 241
 
 
 
 Médicos serão  atingidos pela PEC 241
 
 
Associação  Brasileira de Saúde  Coletiva  (ABRASCO) contra a PEC 241
 
 
Conselho  Regional de Medicina do  Estado do RJ (CREMERJ) contra  PEC 241
 
 
Sociedade Brasileira de Pediatria contra  a PEC 241
 
 
 Leandro Karnak contra a PEC 241
 
 
Ministério  Público  Federal contra a PEC 241
 
 
Juízes  Federais contra  a PEC 241
 
 
OAB CONTRA A PEC 241
 
Defensoria Pública  Federal contra PEC 241
 
 
Fiocruz contra  a PEC 241
 

CONCURSOS OFERECEM 15 MIL VAGAS PELO PAÍS

Pelo menos 125 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (31) e reúnem 15.824 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 33.762 na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).
CONFIRA AQUI A LISTA COMPLETA DE CONCURSOS E OPORTUNIDADES
Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.
Entre os órgãos com inscrições abertas estão o Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo (TRE-SP), com 14 vagas e cadastro para cargos de nível médio e superior e salário de até R$ 9.736,27; a Marinha, com 450 vagas de nível superior e salário de até R$ 8 mil; a Transpetro, com 1.551 vagas de nível superior, salário de até R$ 10,8 mil e que fecha o prazo de inscrições nesta segunda; e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), com 44 vagas e salário de até R$ 33.762,00.
Os seis órgãos que abrem inscrições nesta segunda são os seguintes:
Câmara Municipal de Pereiras (SP)
A Câmara Municipal de Pereiras (SP) fará concurso para 2 vagas em cargos de níveis médio e superior. Os salários são de R$ 1.500 a R$ 3.500, respectivamente. As inscrições estarão abertas de 31 de outubro a 6 de novembro pelo site www.concursos.planexcon.com.br. A prova objetiva será aplicada em 4 de dezembro (veja o edital no site da organizadora).

Câmara Municipal de São João Batista da Glória (MG)
A Câmara Municipal de São João Batista da Glória (MG) fará concurso para 6 vagas em cargos de níveis fundamental, médio e superior. As remunerações vão de R$ 925 a R$ 3.800. As inscrições podem ser feitas de 31 de outubro a 26 de novembro pelo site www.magnusconcursos.com.br. As provas objetivas serão aplicadas no dia 4 de dezembro. O concurso terá validade de dois anos e poderá ser prorrogado pelo mesmo período (veja o edital no site da organizadora).

Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor)
A Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), no Ceará, divulgou edital de processo seletivo para 148 vagas em cargos de nível médio. Os salários variam de R$ 943,38 a R$ 1.388,25. Os candidatos podem se inscrever pelo site www.uece.br/cev no período de 31 de outubro a 14 de novembro. A seleção será feita por meio de prova objetiva, avaliação de títulos, avaliação médica e psicológica. O processo terá validade de 1 ano e poderá ser prorrogado por igual período (veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de Manhumirim (MG)
A Prefeitura de Manhumirim (MG) vai abrir concurso público para 154 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários vão de R$ 12,75 por hora-aula a R$ 1.534,56. As inscrições estarão abertas de 31 de outubro a 7 de dezembro pelo site www.idecan.org.br. Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, que será aplicada em 15 de janeiro de 2017 (veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de Pederneiras (SP)
A Prefeitura de Pederneiras (SP) divulgou edital de processo seletivo para formação de cadastro de reserva de professores. O salário é de R$ 1.845,50. As inscrições devem ser feitas pelo site www.bigadvice.com.br no período de 31 de outubro a 15 de novembro. A prova objetiva será aplicada em 4 de dezembro (veja o edital no site da organizadora).

Prefeitura de Petrolândia (SC)
A Prefeitura de Petrolândia (SC) vai abrir dois processos seletivos para vagas temporárias em cargos de níveis médio e superior. Os salários não foram informados. Os candidatos podem se inscrever de 31 de outubro a 29 de novembro pelo site http://click.listaeditais.com.br. A prova objetiva será no dia 11 de dezembro. Ainda haverá avaliação de títulos e de tempo de serviço, de acordo com o cargo (veja os editais no site da organizadora).



UESC OCUPADA: ESTUDANTES AFIRMAM QUE ENEM PODERÁ SER APLICADO NO CAMPUS


Os estudantes que ocupam a Universidade Estadual de Santa Cruz desde a última semana emitiram nota informando que não vão se opor à realização do Enem no campus. As provas serão aplicadas no próximo fim de semana. 
O Ministério da Educação ameaçou cancelar a aplicação das provas em instituições que estivessem ocupadas. A medida tem a intenção de pressionar os estudantes e também de colocar contra o movimentos aqueles estudantes que vão fazer as provas. 
O Enem é a única forma de acesso às vagas na Uesc.
Confira abaixo a nota do movimento Ocupa Uesc:
O ENEM RESPIRA.
A UESC está ocupada há uma semana, e uma das coisas que mais circundam a cabeça de todas e todos aqui presentes na ocupação é:
E o ENEM?  
Bom, é sabido que atualmente o ENEM ainda é a maior porta de entrada que dá acesso às Universidades do Brasil. A nossa luta é a favor da educação pública e de qualidade, e nós vemos e estamos sentindo na pele que este não é o direcionamento que o governo golpista e ilegítimo leva como caminho para a evolução da rede pública de ensino. Nos preocupamos com isso, nos preocupamos com nós, com os que estão chegando e com os que ainda não chegaram. Queremos construir um futuro para o nosso país. Somos o presente dessa nação, e vamos muda-la. Fora Temer, fora PEC 55 (antiga PEC 241).
A pauta da realização do ENEM é nacional, e está sendo debatida por grupos das várias instituições do país que se encontram ocupadas. Queremos dizer que todos e todas nós, e quando falamos isso, reforçamos que é um posicionamento da NAÇÃO que apoia a ocupação, somos a favor do ENEM. Queremos que o ENEM aconteça e vamos tentar de tudo para que ninguém seja prejudicado. Esse momento é histórico no nosso país, mais de mil escolas, universidades e institutos federais estão ocupados contra o governo ilegítimo em defesa de uma educação de qualidade e garantia de acesso a todos e todas.
O #OCUPAUESC apoia a realização ENEM, e não irá colocar nenhum empecilho para isto. E afirmamos, a nossa ocupação nesta Universidade não impede a sua realização, visto que existe a possibilidade do diálogo referente aos espaços utilizados para a prova e o espaço ocupado.
Nenhum direito educacional a menos. 
Queremos educação de qualidade sim!
Fora PEC 241
NENHUM DIREITO A MENOS.
FORA TEMER.

ILHÉUS TERÁ MUTIRÃO DE COMBATE AO AEDES AEGYPTI NO PRÓXIMO DIA 12


Representantes da sociedade e autoridades civis e militares, do município de Ilhéus, definiram em reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 31, que o mutirão de combate ao Aedes Aegypti será realizado no próximo dia 12 de novembro. O encontro foi promovido pela Secretaria de Saúde (Sesau), com o objetivo de fazer o chamamento à população para participar dessa grande mobilização, que envolve instituições, entidades, comunidade local e as secretarias de Saúde, Educação e Serviços Urbanos, da Prefeitura Municipal.

De acordo com Antônio Firmo, diretor de Vigilância à Saúde do Município, as questões que envolvem saúde não são uma atividade restrita apenas às instituições, é preciso a participação de toda a sociedade. “É necessário que a população participe e tome cuidados. Nossos agentes de controle de endemias repassam orientações de combate ao Aedes, porque todo e qualquer depósito que abrigue água pode ser tornar um criadouro. A participação da comunidade é fundamental para que a gente combata a proliferação do mosquito”, destacou.

Estudante que viralizou ao defender ocupações é 'tietada' no Senado



A estudante paranaense Ana Júlia Ribeiro –  que se tornou o rosto do movimento secundarista responsável pela ocupação de centenas de escolas pelo país – foi "tietada" na manhã desta segunda-feira (31) em uma audiência pública realizada na Comissão de Direitos Humanos do Senado.
Comparada na web à ativista paquistanesa Malala Yousafzai, ela tirou selfies, fez fotos com parlamentares da oposição e foi intensamente aplaudida ao voltar a discursar a favor da ocupação de escolas por estudantes que são contra a reforma do ensino médio proposta pelo governo Michel Temer.
Ana Júlia, 16 anos, foi reconhecida no Senadopelo discurso que fez na semana passada na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná, quando defendeu a ocupação do Colégio Estadual Senador Alencar Guimarães, de Curitiba.
Na ocasião, ela disse que as mãos dos deputados estaduais do Paraná estavam “sujas” com o sangue do adolescente Lucas Mota, morto dentro de uma escola ocupada pelo movimento estudantil. O vídeo do discurso da estudante viralizou nas redes sociais e ganhou as páginas dos jornais.
A reunião em que Ana Júlia participou na Comissão de Direitos Humanos do Senado foi convocada para debater eventuais impactos, na área de educação, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um teto para os gastos públicos federais nas próximas duas décadas. A audiência contou com a presença de senadores do PT, representantes de associações da área da educação e estudantes.

Nesta segunda, a jovem voltou a utilizar a figura de linguagem das “mãos sujas” ao se referir aos parlamentares que defendem a PEC do teto de gastos. Na visão de Ana Júlia, votar a favor do texto é se posicionar contra a educação por 20 anos.
“Nós vamos desenvolver métodos de desobediência civil, nós vamos levar a luta estudantil para frente, nós vamos mostrar que não estamos aqui de brincadeira, e que o Brasil vai ser um país de todos", discursou Ana Júlia no Senado.
"Em relação à PEC 55, a antiga PEC 241, eu quero dizer uma coisa: aqueles que votarem contra a educação estarão com as mãos sujas por 20 anos”, complementou a estudante, sob aplausos dos parlamentares e convidados da Comissão de Direitos Humanos.
A jovem explicou na reunião que métodos de “desobediência civil” são técnicas de “resistência pacífica”. “Resistir não é só ficar na escola. É não abaixar as cabeças para as ideias contrárias, é continuar lutando pelo movimento estudantil [...] Nós vamos ocupar as ruas também”, enfatizou.
Em seu discurso na comissão do Senado, Ana Júlia afirmou que o movimento estudantil que ocupou escolas brasileiras está sofrendo “repressão violenta” por parte de pessoas contrárias aos protestos.
“Infelizmente, nós temos sofrido repressão de movimentos contrários. E a repressão está sendo violenta. Repressão que, na calada da noite, passa nas escolas. Repressão que passa com som alto, tocando o Hino Nacional, como se nós não respeitássemos o Hino”, destacou a estudante.
“Nós defendemos o direito que eles [os opositores das ocupações] têm de serem contrários. Nós vivemos em uma democracia e sabemos que é importante ter os dois lados. Mas nós abominamos a repressão violenta”, acrescentou.
Enem
A estudante paranaense comentou em uma entrevista concedida ao final da audiência pública o fato de algumas escolas ocupadas em protesto à reforma do ensino médio serem locais de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O ministro da Educação, Mendonça Filho, chegou a dizer que as ocupações nas escolas podem comprometer a realização da prova deste ano para 95 mil alunos.
Ana Júlia afirmou que os estudantes estão realizando “assembleias democráticas” para decidir o que vão fazer para viabilizar a realização das provas. 
“Queremos escolas para todos, com infraestrutura, uma escola que passe para a gente o ensino da cidadania”, ressaltou a estudante paranaense.
LINK DO VIDEO:https://www.tosaveyoutube.com/watch?v=cHYi_dZOfFo

Estudantes ocupam reitoria da UnB em ato contra PEC do teto de gastos

Estudantes da Universidade de Brasília (UnB) em assembleia que definiu a ocupação da reitoria, nesta segunda (Foto: Eduardo Meirelles/Arquivo pessoal)
Estudantes da Universidade de Brasília (UnB) ocuparam o prédio da reitoria, no campus Plano Piloto, na noite desta segunda-feira (31) para protestar contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que estabelece um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos. Segundo a Polícia Militar, a ocupação reunia 300 pessoas até as 21h30 no horário de Brasília. O G1 tentou contato com a reitoria da UnB e com o Diretório Central dos Estudantes (DCE), mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem. Por telefone, o reitor Ivan Camargo disse à TV Globo que pretende se reunir com os gestores da instituição na manhã desta terça (1º) para definir um plano de ação. A manifestação foi aprovada pelos estudantes em uma assembleia no fim da tarde, convocada pela comissão eleitoral do DCE. Segundo estudantes que participaram do ato, mas não quiseram se identificar, a proposta de ocupar os prédios da universidade foi aclamada pela maioria dos alunos presentes. Além da reitoria, o grupo também pretende ocupar blocos de salas de aula e institutos de alguns cursos. Até as 22h, não havia um posicionamento da universidade sobre suspensão ou remanejamento das aulas aplicadas nestes locais. Em nota, a direção da UnB de Planaltina disse que não havia "restrição de acesso" aos prédios em razão da ocupação, e que as pautas do grupo não faziam referência ao campus ou à UnB. A direção do campus disse ainda que atuará no caso, "orientada pelo diálogo com a comunidade acadêmica". Nas duas ocupações, faixas estendidas pelos estudantes fazem críticas à PEC, que foi aprovada em segundo turno pela Câmara dos Deputados na madrugada de quarta-feira (26). O texto seguiu para análise do Senado, onde deve ser votado em dezembro. As ocupações atingem ainda pelo menos seis escolas públicas (centros de ensino médio Taguatinga Norte, 111 do Recanto as Emas, Elefante Branco, 304 de Samambaia e Setor Oeste, além do Centro de Planaltina) e quatro unidades do Instituto Federal de Brasília (Estrutural, São Sebastião, Riacho Fundo e Samambaia).
Faixa com dizeres 'FUP ocupada' erguida na grade do campus de Planaltina da UnB (Foto: Elielton Lopes/G1)

Prazo para renovação do Fies é prorrogado para 15 de dezembro

Os estudantes que não conseguiram fazer a  renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm, agora, até o dia 15 de dezembro para realizar o procedimento. 
Dos 1,5 milhão de estudantes que devem renovar o financiamento, 980 mil o fizeram até a manhã desta segunda (31)
Inicialmente, o processo seria encerrado nesta segunda-feira (31). De acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), dos 1,5 milhão de estudantes que devem renovar o financiamento, 980 mil o fizeram até esta manhã.
Os contratos do Fies precisam ser renovados todo semestre. O pedido de aditamento é feito inicialmente pelas faculdades. Em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no SisFies.
No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa ainda levar a documentação comprobatória ao agente financeiro para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.
Os estudantes precisam validar as informações no sistema e, no caso de aditamentos não simplificados, procurar os agentes financeiros do Fies (Caixa ou Banco do Brasil) para formalizarem a renovação dos contratos.
Os aditamentos, normalmente feitos no início do semestre, ficaram congelados devido à falta de recursos. No entanto, após a aprovação de crédito suplementar para o programa pelo Congresso Nacional, o sistema foi liberado para renovações.
O investimento nos financiamentos é de R$ 8,6 bilhões, já garantidos no orçamento, de acordo com o Ministério da Educação. A pasta assegura que, para 2017, o governo federal já enviou ao Congresso Nacional Projeto de Lei Orçamentária que contempla R$ 21 bilhões para o Fies, o que garantirá a continuidade dos financiamentos e a manutenção dos contratos com os agentes financeiros do fundo.
Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

UFSB COMPLETA CINCO DIAS DE OCUPAÇÃO


A UFSB completa hoje dia 31/10/2016, cinco dias de ocupação, durante o dia alunos e professores que também aderiram a greve participam de aulas pública de cunho politico e social para esclarecimento das PECs, e as consequências futuras entre outros temas.
A noite sempre há rodas de conversa para discutir o andamento da ocupação e esclarecimento de duvidas, em seguida, assistem filmes pertinentes a vivencia em meio a a toda essa situação vividas por todos seguida de discussões sobre o filme.


Alunos da UFSB e outrs instituições precisam de mantimentos

Alunos da UFSB, assim como outras instituições que apoiam a  manifestação contra a PEC 241 estão necessitando de mantimentos, toda ajuda serão bem vindas.
Nessa imagem mostram todo mantimento que os alunos da UFSB tem no momento.

,


ENEM pode ser cancelado em escolas que não forem desocupadas até 31 de outubro


O Ministério da Educação anunciou nesta quarta-feira, 19, que se até o dia 31 de outubro não houver desocupação de escolas onde o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizado, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do exame, terá de suspender as provas nesses locais e marcar nova data. “Respeitamos o direito ao protesto, é base de um estado democrático de direito, mas o direito de estudar, de acessar uma prova que é inclusiva como o Enem, deve ser preservado a todos os brasileiros que queiram se submeter ao exame”, afirmou o ministro da Educação, Mendonça Filho, garantindo que os alunos não serão prejudicados.
LINK DO VIDEO https://youtu.be/etmzmw6qF3s
O MEC informou que solicitou à Advocacia Geral da União (AGU) que adote providências jurídicas cabíveis com relação à responsabilização dessas ocupações, já que o Estado brasileiro terá que cobrir os custos relativos à realização de uma nova prova para um número específico de estudantes. O ministro explicou que o levantamento realizado nesta quarta-feira, 19, aprontou 181 unidades de aplicação das provas ocupadas. Com esse balanço, dos 8.627.248 inscritos confirmados, 95.083 estudantes não poderiam realizar as provas do Enem, o que geraria um custo de, aproximadamente, R$ 8 milhões para aplicar um segundo exame.
Mendonça Filho ressaltou, no entanto, que preza pelo bom senso dos manifestantes. Ainda não há uma data para a aplicação do exame para esses alunos, mas o ministro afirma que ele será realizado a tempo de se assegurar o ingresso no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para o acesso às universidades públicas, e para garantir o ingresso dos estudantes nas universidades privadas levando o Enem como resultado de avaliação do desempenho individual.
Consulta – A consulta aos locais de aplicação de prova do Enem 2016 já está disponível desde as 15h (horário oficial de Brasília) desta quarta-feira, 19. A verificação dos cartões de confirmação com essas informações é de responsabilidade dos inscritos e pode ser realizada na internet, através da página do participante, ou também em tablets e smartphones, por meio do aplicativo Enem 2016.
Inep também encaminhará, por SMS e e-mail, aos 8.627.195 estudantes inscritos na edição deste ano, um aviso de que os respectivos cartões de confirmação já podem ser acessados. Além disso, a cada três dias, novos lembretes serão enviados, por esses mesmos canais de comunicação, para todos que ainda não tenham verificado seus locais de prova.
A apresentação do cartão de confirmação nos dias de prova não é obrigatória; entretanto, esse documento possui informações valiosas para os participantes, tais como: número de inscrição, data, local e horário de realização das provas, opção de língua estrangeira, necessidade de atendimento especializado ou específico (quando houver); além da indicação de solicitação de certificação do ensino médio (se for o caso).
É necessário informar CPF e senha antes de visualizar o cartão de confirmação. Quem esqueceu a senha, deverá entrar na página do participante do Enem para recuperá-la, informando o CPF e a data de nascimento. Feita a solicitação, é necessário aguardar o encaminhamento da senha por e-mail ou mensagem no celular (SMS), para realizar o novo acesso.
Outra inovação trazida este ano para facilitar a vida dos participantes é o aplicativo Enem 2016, que, além de disponibilizar o cartão de confirmação e informar os locais de provas, também dará acesso aos gabaritos. O download está disponível nas lojas de aplicativos Google Play (Android), App Store (iOS) e Windows Store (Windows Phone).
Atendimentos – No total, 68.907 atendimentos especializados foram deferidos no Enem 2016 para pessoas com deficiência, de acordo com a solicitação feita no ato da inscrição e com as regras do edital. Esses candidatos terão direito ao tempo adicional de até 60 minutos em cada dia de realização do exame, mediante requerimento específico disponível em sala de provas.
Houve, ainda, 101.902 atendimentos específicos deferidos, para gestantes (7.590), sabatistas (76.275), idosos (1.455), lactantes (16.538) e em classes hospitalares (44). Contudo, de acordo com o edital do exame, esses participantes não poderão solicitar tempo adicional. O mesmo vale para os 407 estudantes que solicitaram utilização de nome social.
As lactantes deverão levar um acompanhante que permanecerá numa sala especifica cuidando do lactente enquanto elas realizam as provas. O contato da mãe com a criança será acompanhado de aplicador e terá utilização de detector de metais. Todos os colaboradores que atuarão no Enem 2016 passaram por duas formações, uma presencial e outra à distancia, que visam padronizar os procedimentos de aplicação de forma isonômica a todos os participantes.
Locais – Neste ano, o Enem será aplicado em 1.727 municípios e no Distrito Federal. Os locais de provas são selecionados pelas instituições aplicadoras e englobam um universo de aproximadamente 17 mil estabelecimentos. Cada um é visitado previamente pelos coordenadores de local para verificação da infraestrutura necessária para a aplicação.
Todos os inscritos já estão devidamente alocados. Porém, alguns desses locais de prova precisaram iniciar processo de reforma ou tiveram suas instalações comprometidas devido a fenômenos naturais. Por esse motivo, serão substituídos. Portanto, os participantes cuja previsão era fazer as provas nesses locais serão realocados para outros e terão seus cartões de confirmação atualizados.
Então, se ao acessar o cartão de confirmação para visualizar o local de provas os participantes verificarem que há a mensagem “Aguarde a confirmação do seu local de prova. Efetue nova consulta nos próximos dias”, não é preciso se preocupar. O Inep orienta que os candidatos continuem acompanhando o cartão de confirmação na página do participante ou no aplicativo Enem 2016, que a atualização será realizada até a data de aplicação do exame.
Em caso de dúvidas, ligue para o Inep, no telefone 0800-616161
Assessoria de Comunicação Social
Fonte: Ministério da Educação

Estudantes relatam assalto na Escola Politécnica da Ufba


Estudantes da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no bairro da Federação, relatam ter sido assaltados na noite deste domingo (30) por um grupo de oito homens armados. De acordo com os alunos, a quadrilha inicialmente tentou roubar o caixa eletrônico do Banco do Brasil que fica no local, após ter rendido os seguranças e roubado colete à prova de balas dos vigilantes. O maçarico quebrou durante a ação. Na sequência, os suspeitos roubaram os celulares das pessoas que estavam no local e levaram dois carros. De acordo com a Central de Polícia, foi registrado um chamado para verificação de um caixa eletrônico que havia sido danificado com maçarico, mas a ocorrência não foi confirmada. A Polícia Federal, que investiga crimes ocorridos dentro do campus da universidade, ainda não confirmou o crime. 
Fonte: Bahia Noticias

Estudantes relatam assalto na Escola Politécnica da Ufba


Estudantes da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no bairro da Federação, relatam ter sido assaltados na noite deste domingo (30) por um grupo de oito homens armados. De acordo com os alunos, a quadrilha inicialmente tentou roubar o caixa eletrônico do Banco do Brasil que fica no local, após ter rendido os seguranças e roubado colete à prova de balas dos vigilantes. O maçarico quebrou durante a ação. Na sequência, os suspeitos roubaram os celulares das pessoas que estavam no local e levaram dois carros. De acordo com a Central de Polícia, foi registrado um chamado para verificação de um caixa eletrônico que havia sido danificado com maçarico, mas a ocorrência não foi confirmada. A Polícia Federal, que investiga crimes ocorridos dentro do campus da universidade, ainda não confirmou o crime. 
Fonte: Bahia Noticias

domingo, 30 de outubro de 2016

Falta de pagamento: Silvano Salles tem carro apreendido


O cantor Silvanos Sales teve o seu carro – um Camaro branco – apreendido na tarde desta sexta-feira (28/10), na Avenida Pinto de Aguiar, em Salvador. De acordo com o Detran, o veículo do cantor está com o pagamento do licenciamento de 2015 atrasado. Esta não é a primeira vez que Silvano se envolve em polêmica por conta do carro. Anteriormente, o cantor de arrocha já teve o Camaro apreendido outras vezes – uma delas em janeiro de 2014. À época, o carro estava sem placa dianteira. Segundo Silvano explicou aos policiais, a placa teria caído e estava dentro do veículo. O cantor ainda afirmou que o IPVA está pago, apesar do documento comprovando pagamento constar no veículo.

ACUSADOS DE COMETER ASSALTOS EM ITABUNA SÃO PRESOS


Policiais a paisana prenderam em flagrante na tarde de sábado (29) por volta das 13hs, uma dupla cometendo assaltos no Centro de Itabuna. Segundo informações, os acusados abordaram uma vendedora do Axé da Sorte na Avenida Cinquentenário, levando dinheiro e celular da vítima.
Com a dupla a policia apreendeu um revólver calibre 32 municiado. Os indivíduos e a arma foram apresentados no plantão da 6a Coorpin.

Tragédia: bebê de 9 meses cai do carro em movimento e morre

Pedro Silva Carneiro de 9 meses, morreu neste sábado, 29 de outubro, em Prado.
Segundo informações, Pedro estava no banco trás do carro, ele e seus pais saiam da Praia da Paixão sentido centro de Prado, quando a criança conseguiu abrir a porta do carro e caiu.
Ele chegou a ser socorrido e levado para a UPA de Prado, mas já chegou na unidade sem vida.
O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal para exames de necropsia.
O caso foi registrado na 8 Coopin. A Polícia Civil investiga responsabilidade do acidente, já que o bebê estava no banco de trás sem a cadeirinha exigida por lei.
http://www.sulbahianews.com.br/tragedia-bebe-de-9-meses-cai-do-carro-em-movimento-e-morre/

CERCA DE 790 MIL ALUNOS AINDA NÃO RENOVARAM O FIES; PRAZO TERMINA DIA 31


Mais de 710,7 mil estudantes renovaram os contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), de acordo com balanço do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), até o início da tarde desta quarta-feira (26). No total, cerca de 1,5 milhão de contratos devem ser aditados, o que significa que 790 mil ainda não acessaram o sistema. O prazo para renovação termina na próxima segunda-feira (31).

Os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre. De acordo com a Agência Brasil, o pedido de aditamento é feito inicialmente pelas instituições de educação superior. Em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa ainda levar a documentação comprobatória ao agente financeiro para finalizar a renovação. Nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema on-line. Os aditamentos, normalmente feitos no início do semestre, ficaram congelados devido a falta de recursos. No entanto, após a aprovação de crédito suplementar para o programa pelo Congresso Nacional, o sistema foi liberado para renovações.

O investimento nos financiamentos é de R$ 8,6 bilhões, já garantidos no orçamento, de acordo com o Ministério da Educação. A pasta assegura que, para 2017, o governo federal já enviou ao Congresso Nacional Projeto de Lei Orçamentária que contempla R$ 21 bilhões para o Fies, o que garantirá a continuidade dos financiamentos e a manutenção dos contratos com os agentes financeiros do fundo. Fonte: Ilhéus 24 h

http://www.ilheus24h.com.br/v1/2016/10/27/cerca-de-790-mil-alunos-ainda-nao-renovaram-o-fies-prazo-termina-dia-31/

MARÃO SOLICITA AGILIDADE NA CONCLUSÃO DO NOVO HOSPITAL DA COSTA DO CACAU E MELHORIAS NO HOSPITAL GERAL LUIS VIANA FILHO

Foto: Clodoaldo Ribeiro.

Preocupado com a melhoria da saúde no município, sua principal bandeira de campanha, o prefeito eleito Dr. Mário Alexandre aproveitou a visita do Secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que veio conferir de perto o andamento do Mutirão de Cirurgias realizado neste sábado (29), em Ilhéus. Juntos, em companhia do vice-prefeito eleito, José Nazal e da deputada Ângela Sousa, eles visitaram o Hospital Geral Luis Viana Filho e as futuras instalações do Hospital da Costa do Cacau.

No Hospital Geral Luis Viana Filho, Mário Alexandre e o secretário Fábio Vilas-Boas, percorreram as alas da unidade, conversaram com funcionários e constataram de perto a realidade que muitos pacientes enfrentam sendo atendidos e medicados nos corredores do hospital. “Queremos que o governo do estado tome medidas de melhorias na estrutura do HGE o mais rápido possível. O secretário já sinalizou a reforma do piso da sala de emergência e a manutenção do aparelho Intensificador de Imagens de cirurgias ortopédicas que está com defeito, agora aguardamos outras medidas para humanizar o atendimento para população que utiliza essa unidade hospitalar”. Enfatizou Mário Alexandre.

Na visita as futuras instalações do Hospital Regional da Costa do Cacau, Marão solicitou agilidade no andamento das obras para que o cronograma siga de acordo com a programação de entrega do equipamento, previsto para o primeiro semestre de 2017. “A população de Ilhéus e região vai ganhar um grande presente, o governador Rui Costa está de parabéns pelo projeto e implantação de um hospital moderno, de grande porte, que terá ortopedia, serviço de cirurgia cardíaca, 30 leitos de UTI, prédio de internação com três pavimentos para 180 leitos, incluindo leitos de terapia intensivo adulto e neonatal”. Afirmou Mário Alexandre.

Ainda sobre o Hospital Geral Luiz Viana Filho, o governo do estado e a nova gestão municipal a partir de 2017 estudam transformar o equipamento em um hospital municipal materno-infantil, que ficará sob a responsabilidade da prefeitura. O prefeito eleito Dr. Mário Alexandre, pretende discutir com a comunidade outras formas de utilização do espaço hospitalar. ”Além da ativação de um hospital materno-infantil, o nosso projeto pretende transformar a estrutura do Hospital Luiz Viana Filho em um Centro de Saúde, onde seria instalada a Secretaria Municipal da Saúde e sua estrutura, para diminuir o custo com aluguéis para o município. Essas mudanças serão feitas mediante decisões conjuntas em diálogo e parceria com a comunidade”. Finalizou Marão. Fonte:Ilhéus 24h

http://www.ilheus24h.com.br/v1/

Novo terremoto sacode o centro da Itália

Roma, 30 out (EFE).- Um novo terremoto de 6,1 de magnitude na escala Richter sacudiu esta manhã a região de Úmbria, no centro da Itália, confirmou o Instituto nacional de Vulcanologia.

O terremoto, de uma profundidade de 10 quilômetros, aconteceu às 7h40 hora local e derrubou várias casas afetadas por tremores anteriores.

A princípio o Instituto tinha cifrado a intensidade do terremoto em 7,1.

O novo terremoto acontece depois que no dia 26 de outubro dois tremores de magnitude superior a 5 castigaram o centro do país, causando danos em prédios de localidades como Ussia, Visso e Castelsantangelo sul Nera, na Região de Las Marcas.

Este novo episódio provocou de novo o medo entre a população das regiões de Úmbria e de Las Marcas. O terremoto também foi sentido com intensidade em outras cidades da Itália, como Florença e Roma. EFE 
FONTE:(UOL)
http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2016/10/30/novo-terremoto-sacode-o-centro-da-italia.htm

Fique de olho: cinco assuntos que podem ser tema da redação

 Ler as orientações com atenção, fazer um rascunho e não errar ortografia são fundamentais para uma boa redação.
Uma das provas mais aguardadas nos vestibulares, a redação costuma gerar ansiedade nos estudantes porque, além de demandar muita atenção e preparo, seu tema é quase sempre um mistério. Mas é possível elencar alguns assuntos nos quais os alunos devem prestar atenção.
Simone Motta, professora e coordenadora de Português do Curso ETAPA, lembra que os temas podem variar bastante, conforme cada instituição. No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por exemplo, costumam aparecer questões relacionadas ao cotidiano e à questão dos direitos humanos, que demandam do aluno possibilidades de resolução. 
“As várias faces da intolerância, a homofobia, o preconceito religioso, linguístico, em relação à superioridade cultural, os cuidados com o idoso na sociedade brasileira são alguns exemplos. O preconceito é sempre um tema bastante atual no Enem”, diz. 
Simone lembra também de outros assuntos, como o novo modelo de família, a regulamentação de vários tipos de trabalho e as mudanças na política governamental para o idoso, cujo conceito, nas sociedades atuais, vem mudando bastante.
Em outros vestibulares, é mais difícil prever o assunto da redação, pois as instituições seguem linhas diferentes para determinar o tema. Na Fuvest, por exemplo, costumam aparecer temas mais subjetivos, como utopia, altruísmo, importância da imagem e consumo. 
De maneira geral, Simone indica cinco temas para os alunos ficarem de olho: superação pessoal; preconceito; envelhecimento da população e mudanças na política governamental; novo modelo de família; e questões que envolvem o meio ambiente. Formas alternativas de energia também podem entrar nesse rol. 
Como se dar bem na prova 
Quando o aluno recebe a prova, a primeira coisa a fazer é ler o enunciado com muita atenção. Afinal, ele é quem vai nortear o caminho do texto. Depois, o estudante deve se preocupar em estabelecer uma relação entre o tema e o que ele acha do assunto. Ou seja, ele tem de ter informações. 
Ao ler o tema, o aluno já pode escolher um ponto de vista, uma opinião que tenha a respeito. E, assim, buscar no que conhece sobre o assunto informações que justifiquem o ponto de vista que vai assumir. 
“Além disso, é muito importante que ele leve em consideração que não pode simplesmente colocar as frases no papel aleatoriamente”, aconselha Simone. 
Por isso, o rascunho é tão importante. Nele, o candidato terá a oportunidade de organizar as ideias em um esquema, redigir o texto e depois passar a redação a limpo. Fazer direto na folha que será entregue para correção quase nunca dá certo. 
Saber o significado do que se está escrevendo também é fundamental. Simone chama a atenção para os falsos cognatos, palavras com ortografia semelhante, mas com significados diferentes. “O aluno imagina que a palavra é algo que ela não é”, explica a professora. Aliás, a ortografia também deve ser observada. “Na dúvida, é melhor não escrever uma palavra sobre a qual se tem dúvida. A ortografia errada tira muitos pontos do aluno, assim como questões relacionadas ao Novo Acordo Ortográfico, que este ano passa a ser obrigatório”, diz Simone. 
A estrutura introdução, desenvolvimento e conclusão, já conhecida de vários estudantes, deve ser respeitada. No primeiro parágrafo, o aluno já pode apresentar sua ideia. Nos dois outros, ele a explica, justifica, exemplifica. E, no último, fecha os argumentos. É um erro, por exemplo, introduzir uma nova ideia no último parágrafo. 
Dicas de leitura 
Simone lembra que os alunos devem tentar ler pelo menos uma revista semanal, se não for possível ter acesso ao jornal todos os dias. Ela dá uma dica que pode ser eficaz:
“Não importa o quanto esteja cansado, antes de dormir, o aluno quase sempre pega o computador, entra na internet. Então, se a página inicial dele for um site de notícias, facilita”, afirma. 

Além disso, ler livros – e não só os exigidos pelas universidades – é fundamental para desenvolver habilidades de escrita, e entender como funciona a gramática. O universo linguístico do aluno aumenta, e ele tem mais chances de escrever bem na redação. (G1).